domingo, 19 de novembro de 2017

Resiliência

A resiliência é a capacidade de o indivíduo lidar com problemas, adaptar-se a mudanças, superar obstáculos ou resistir à pressão de situações adversas - choque, estresse, algum tipo de evento traumático, etc. Tenho tentando chegar a resiliência..
Esses dias da janela de meu quarto observava uma avião pegando vôo, e observava com calma o quanto ele deixava um risco no céu que aos poucos ia se apagando, apagando, até sumir completamente. Percebi que algumas situações que passamos são assim. Então me levantei, sacudi a poeira que estava em minha alma triste, e resolvi reassumir minha postura de forte que sou, mascarar algumas tristezas e dar espaço a sorrisos. Algumas coisas boas aconteceram nesse meio tempo, como um novo contrato com uma agencia autentica e séria, espero que os resultados dessa nova parceria sejam positivos.

Passando pelo facebook li algo mais ou menos assim:
Acredite em você. Pés no chão, pois nada é fácil. Terá seus momentos, onde trocará sua coroa protetora dada por seus pais, por uma armadura. 
Nesse exato momento, perceberá que estás só. E que mais do que nunca, precisa ir dentro do seu interior buscar forças, onde pensas que não existe mais, para dar continuidade a sua luta pelo seu espaço e assim a esperança de que alguém surja nos seus caminhos e lhe ame, o admire e o respeite pelo que você é. 

Não vou me tornar uma pedra e não vou me fechar para a vida, vou me dedicar mais a mim. Não quero ficar sofrendo, chorando e pensando em tudo que acabou, ou melhor nem começou. Quero um tempo para aproveitar e sugar tudo o que há de bom, recarregar as energias, descobrir novos lugares para ir num sábado à noite, conhecer pessoas que nunca quis conhecer, terminar a minha lista de séries no Netflix, descobrir onde tem o melhor cappuccino, fazer um tour gastronômico pela cidade e planejar a minha próxima viagem. Esse meu coração teimoso precisa aprender a reencontrar o tal do amor próprio.

Hoje, tive um encontro comigo e descobri coisas que antes, sei lá, passavam despercebidas talvez. Mas sabe, meu sorriso é mesmo bonito, e sou a pessoa mais sincera e convicta que já conheci. Não tenho preferência musical e meu gosto é um tanto quanto diferente, estranho talvez. Meu abraço é o melhor do mundo e sei apoiar alguém, como ninguém. Realmente, fico lindo de pijama, e tenho me apaixonado por mim mesmo a cada dia.

Alguém estava certo quando dizia que me faltava coragem, às vezes, para lutar pelo que eu queria e que eu precisava não me esconder tanto do mundo, não precisava me defender tanto das pessoas e, por mais que as feridas fizessem morada em mim, eu precisava me esvaziar da dor. Estou seguindo este conselho e tem dado muito certo. As lagrimas secaram, estou me desprendendo de relações que não vingaram, mas não por falta de interesse ou insistência minha, dando tempo ao tempo. Vivendo a vida como se fosse o ultimo dia, curtindo minha companhia e das pessoas agradáveis que me cercam. Colhendo bons resultados e construindo o meu futuro sem medo do passado.

Obrigado aos leitores pelas mensagens de apoio que chegam em meu twitter, instagram e e-mail. Isso é o que mantem o blog vivo. Oceanos de beijos e gratidão.
Gislei Brasil Neville.

segunda-feira, 13 de novembro de 2017

tempo ao tempo.


Talvez seja este um dos posts mais difíceis, afinal, são tantas coisas que não foram ditas, e tantos sentimentos misturados que é muito difícil e complexo externar apenas em palavras.
Tudo começou naquele aplicativo, não tinha expectativa de encontrar alguém que se mostrasse tão importante para mim em um aplicativo de encontros casuais, mas você me provou o contrário. Hoje estou um pouco mais forte do que a ultima vez que nos despedimos e eu acreditava que era o fim, mas afinal o que é o fim? isso eu ainda não sei. Demostrou tanto interesse em me conhecer, em me sentir, em compartilhar comigo o meu mundo e o seu mundo, em criar histórias, mas foi só um conto, entretanto um conto intenso o suficiente para eu me recordar por toda a vida.

Até então, todos os fins, que passou por minha vida, não me trouxeram preocupações, sempre me reerguia e ficava mais forte, mas ao te conhecer nessas poucas semanas de conversas, me sentia cada vez mais machucado, não por você ter me machucado, mas pelo que os outros fizeram com  você. Eu acho que o que me fez mais se importar com você foi o que você chama de vida complicada, mas todos nós enfrentamos algum tipo de problema ou infortúnio na vida, mas quando eu te via sozinho, com bons amigos claro, mas no final sempre tomando decisões sozinho, pondo em risco tua saúde, eu me dilacerava por dentro, e questionava aos deuses em silencio, o porque eu na o te conheci antes, porque eu não tive a oportunidade de cuidar de você, de tentar ser seu amigo, de te dar conselhos ou um ombro pra se apoiar nos teus momentos difíceis. A como eu queria tanto ter estado contigo nos teus momentos mais difíceis para te dar uma força, um apoio, um abrigo e deixar o mundo se acabar lá fora. Quando pesquisei sobre o problema que tinha me contado com "a cirurgia plastica" e como te enganaram, vi um vídeo que me estremeceu, vi como era feito o procedimento, como era algo desumano, e me quebrei por completo, queria estar com você naquele momento e segurar sua mão, ou então te convencer a não fazer aquilo. Na verdade queria estar mais presente em tua vida para de alguma forma te aconselhar e te fazer seguro, mas não foi possível, você não tinha confiança o suficiente em mim. Então eu estava sozinho no jogo, tivemos um ultimo encontro, como amigos, amigos que se gostam e se respeitam, dormimos juntos, fomos a padaria como de costume, mas dessa vez as mensagens em seu celular tomaram o espaço das nossas conversas, eu entendi o que se passava, me deixou no ponto para casa, foi diferente que da ultima vez, estava tranquilo, estou tranquilo. Continuo preocupado, deve ser porque eu me importo, e vou continuar me importando. Espero que apesar de tudo, possa contar comigo para qualquer coisa, estarei onde sempre estive.

Eu acreditava que amor só existe um, que amores duravam uma vida toda e eram compostos de muito tempo e convivência, hoje eu aprendi que não é bem assim. Eu tenho muito amor, pelas pessoas que foram importante pra mim. Eu te amei, e ainda amo. É estranho, mas é verdade, é sincero, talvez ao decorrer do tempo esse amor possa se transformar em um amor fraternal ou algo do tipo, mas amores são marcantes, e você foi, e continuara sempre nas minhas boas lembranças. Você tentava mascarar algumas coisas, mas sempre fui atento a sinais e isso não importava pra mim, nem importa, você importa pra mim e isso é o que vale. Não vou estar presente em aplicativos de encontros por tão cedo, Também não vou me abrigar no primeiro abraço, nem me entregar ao primeiro beijo que me aparecer. Isso nunca foi meu perfil. Irei dá um tempo ao tempo, e deixar as coisas acontecerem.

Algumas pessoas tem a ideia de que se acabou é porque não deu certo, eu discordo. Nós demos certo sim! Podemos não ter dado certo a vida inteira; porém, se durou um ano, cinco, ou apenas algumas semanas como foi o nosso caso e os interessados foram felizes enquanto isso, deu certo. Apenas por algum tempo, maior ou menor, mas deu.
Vamos respeitar os nossos sentimentos mais profundos e reconhecer que as coisas terminam - até mesmo as que foram tão fortes.

Eu achava que, aos poucos, a gente morria de amor, depois do fim, depois da despedida, mas não, ninguém morre. Dói muito e a angústia chega a apertar o peito; você chora baixinho pra ninguém ouvir antes de dormir e a saudade invade de um jeito avassalador. Quantas vezes eu quis saber como você estava sem mim, se encontrou outro alguém ou se ainda pensava em nós. Mas todas as dores, as feridas, as noites em claro, a angústia que se fazia presente em meu peito, a dor que persistia em ficar, tudo tem passado, a tempestade está passando e deixando-me ainda mais forte. Depois do fim, é difícil recomeçar e como dói lembrar do que passamos e imaginei pra nós.

Então, eu lhe desejo abraços calorosos, sorrisos que fazem a gente ganhar o dia, um cafuné num domingo à tarde, abraços de moletom no inverno, mensagens de bom dia, chamadas de vídeo com sorrisos e declarações, e risadas que fazem doer a barriga. Seja feliz, porque eu também vou ser. Mantenha a sua fé, sua coragem e sua ousadia de viver, porque eu também vou manter a minha alegria, minha paz e meu sorriso encantador. Quero me encantar de novo com a vida, quero continuar me descobrindo, sei que, para pessoas como eu e você, sempre há coisas boas reservadas. E não pense que “não demos certo”, nós demos sim, e muito certo, por um tempo. E agora, outras coisas, pessoas e momentos vão aparecer em nossa vida e vai dar certo novamente, de uma forma diferente, mais intensa talvez ou mais devagarinho; mas vai, acredite.

Talvez a gente se esbarre por aí novamente, com o coração mais feliz e maduro, talvez a gente sinta falta e, depois de tantos encontros e reencontros, decida pousar no mesmo lugar. Aprendendo a aceitar aquilo que não soubemos aceitar, amando aquilo que não conseguimos amar, descobrindo aquilo que tentamos esconder e resolvendo tudo aquilo que deixamos para depois. Talvez a gente se esbarre novamente com o coração mais calmo e decidido a lutar, a ficar, mas, por hoje, é melhor alçarmos voo. Só me prometa uma coisa, mantenha sempre esse lindo sorriso, fique bem e se cuide! Conte sempre comigo. :)

segunda-feira, 6 de novembro de 2017

dilacerado

Eu nunca tive sorte no tal do amor, é engraçado e trágico ao mesmo tempo, entretanto, é um peso quase que insuportável para carregar. Depois de muito sofrer, e quase 7 anos sem se envolver de fato com alguem, a pouco tempo surgiu uma figura no meu caminho, que quebrou o gelo que estava guardado meu coração, e fez reascender uma chama que eu acreditava que jamais iria ascender novamente. Me tirou do chão, abaixei a minha guarda, e de fato estava me deixando envolver, e estava feliz em saber que estava me sentindo vivo mais uma vez. Talvez o problema esteja realmente em mim, tenho uma forte tendencia a me dedicar as pessoas que gosto, mas isso só me trás desilusões. Foram pouco mais de duas semanas, alguns encontros, e toda a minha sinceridade, mas não bastou para despertar na outra pessoa o mesmo. Percebi que esse jogo que alguns chamam de amor estava ficando perigoso, mas mesmo assim eu me arrisquei, apostei as fichas que me restavam e acabei perdendo. Entre palavras de afeto e sentimentos que realmente importavam para mim, estava também o tempo, que nunca foi a nosso favor, tentei que compartilhasse os problemas comigo, mas acreditou que eu não era bom o suficiente para tanto. 31/10 foi o aniversário,  fiz planos, comprei um presente, queria que fosse surpresa, mas o tempo mais uma ves nos trapaceou, teve que trabalhar continuei a esperar.. Esperei, esperei, Fiquei com saudades, liguei, achei que estávamos bem, dormi tranquilo. Imprevistos sempre surgem para atrapalhar as coisas, eis que surgiu mais um, fiquei inseguro, um nó na garganta, uma metralhadora no coração. Foi o fim, chorei, não entendi o porquê mas lembrei da nossa noite abraçados, as memorias são as melhores, eu agradeço por ter me feito feliz mesmo que por alguns dias, no fundo espero que assim como eu pude ser feliz por alguns instantes, o destino retribua de forma eterna esse sentimento bom que despertou em mim. Me sinto dilacerado, a pior parte foi arquivar as mensagens e acreditar que não receberei mais um bom dia, nem me chamara mais de príncipe, como era de costume. Espero que alcance o sucesso e que não me odeie, por ter insistido tanto em gostar de você. Ainda estou meio perdido, criei muitas expectativas e fui otimista de mais quanto a nós. Tenho medo de algumas decepções, isso tem me tornado cada vez mais frio, espero que um dia os céus conspirem a meu favor, e me traga algo reciproco. Os Cigarros e os Ansiolíticos tem sido uma boa companhia, e a fé que tudo vai ficar bem. Foi muito bom enquanto durou, mais uma vez, obrigado. No final eu sempre consigo me reerguer e ficar bem.

sexta-feira, 4 de agosto de 2017

ascentuando

Acho que as postagens mais complexas e difícil de externar em palavras são as de cunho pessoal, aquelas que exprimem mesmo alguns sentimentos, medos, incertezas, imaginações, pensamentos, inspirações..
Sexta-Feira, já é agosto há três dias, e o tempo não para de correr, minhas férias estão na reta final e já imagino e anseio pelas próximas. Havia me esquecido dessa sensação boa que é estar realmente em casa, antigos amigos, sentir-se livre, sentir-se em casa. Os dias tem sido tranquilos, preguiçosos, e nostálgicos. Em pensar que domingo volto pra capital, e a rotina se repete, dá um nó na garganta, e o sufoco tenta tomar conta, mas ainda consigo o domar. Como se não bastasse os anseios pessoais, ainda tem essa bagunça aqui no brasil, sobre toda essa sujeira que estão fazendo no pais, queria não me importar com isso, mas não é simples para uma pessoa sensitiva, então o jeito é ir a luta. 👊
-
As vezes sinto um cansaço extremo, uma falta de inspiração, e os questionamentos vem a tona na maioria das vezes sem respostas. Um dos passatempos favoritos aqui no interior e sair com os amigos para barzinhos ou reuniões em casa, sempre acompanhado de algumas cervejas e cigarros, esse ultimo quesito estou tentando reduzir até largar de vez. Esse diário virtual tem sido uma válvula de escape para tanta coisa que se passa pela minha cabeça e as vezes não encontro métodos de externar. Não gosto muito de ficar em casa sexta a noite, mas uma gripe acabou me retendo hoje. Amanhã meus amigos estão a programar um acampamento em um povoado vizinho, e quem me acompanha sabe como eu amo acampar, ainda mais com minha turma, mas a viagem pra capital já no fim de semana, e coisas que preciso organizar até domingo me impedem de ir. Como seria bom se existisse um botão que frisasse alguns momentos, e desse next em outros.
Seguindo o baile, vamos para a tv ver o que está passando e se afogar em redes sociais. 👻

quarta-feira, 21 de junho de 2017

Sense8


É difícil descrever Sense8 em poucas palavras. É uma série de ficção científica; É um drama conjunto; É um comentário cultural sobre o mundo em que vivemos. É emocionante; É doloroso; É lindo - é tudo o que está acima. Mas talvez esse seja o ponto, como os oito estranhos que eventualmente se juntam para criar uma família única de "ˈsɛnseɪt" (indivíduos mentalmente e emocionalmente ligados em todo o mundo), são todas essas diferenças que se unem para formar uma série incrivelmente comovente e fantástica.

O que considerei mais forte em Sense8, sem dúvida, foi a relação entre o principal elenco de personagens: os oito senseits, bem como vários de seus amigos, amantes e aliados. Como Capheus, Sun, Nomi, Kala, Riley, Wolfgang, Lito e Will navegaram nas complexidades de sua conexão inesperada, a série também proporcionou aos telespectadores a oportunidade de conhecê-los de uma maneira única. O vínculo sensível, para melhor ou pior, é fortemente íntimo; Quando experimentam a turbulência emocional de outra pessoa, a dor física ou o prazer arrebatador. O público, por sua vez, adota o papel de um nono senseit, como uma janela através da qual nos deixa testemunhar tudo. Os senseits não podem esconder nada uns dos outros, e nada está escondido para todos nós seguindo a jornada. É por isso que os fãs da série são mais do que meros fãs; Eles também podem ser considerados familiares.



Vou sentir falta da série, dos personagens, desse elenco incrível e que transmitiu tão bem essa bela mensagem. Mesmo em seu curto tempo sense8 conseguiu transmitir sua mensagem de forma clara e profunda, absorvi ensinamentos incríveis sobre a vida e suas tramas.
Sou suspeito em escrever sobre a série, afinal, me tornei fã. O que o  Sense8  conseguiu realizar para o gênero de ficção científica dentro de 23 episódios não pode ser subestimado. Ofereceu comentários intrincados e envolventes sobre questões de sexualidade, gênero, política, religião e raça; Abrangeu oito cidades e sete países; Retratou a beleza da conexão humana, tolerância e compreensão; E isso me lembrou como o mundo pode ser grande, e que nossas histórias são mais universais do que percebemos. Independentemente das tentativas da série de criar um arco envolvente envolvendo uma conspiração governamental, nunca houve dúvida de que o que mais ressoou foi a sua mensagem sobre o amor.

Sense8 é o tipo de série que não enchia meus olhos, entretanto, esses dias vi um post da Maira em seu blog sobre o elenco da série e assisti o primeiro episódio, consequentemente fui ao segundo, e quando me dei conta já estava no ultimo episodio da primeira temporada. Fico triste quando percebo que algo tão maravilhoso tão terá uma continuidade, assisti lentamente a segunda temporada e imagino probabilidades que não irão existir, enfim, uma série sensacional que trás a luz reflexão  em todos os sentidos.

segunda-feira, 12 de junho de 2017

Piscinas naturais, em harmonia com a natureza e o ambiente.

Piscinas naturais não são só aquelas formadas espontaneamente em algumas regiões  próximas ao mar. Elas são também uma alternativa ecológica à piscina convencional, que requer cloro e outros produtos químicos em sua manutenção.
Uma piscina natural satisfaz a nossa saudade de descanso e relaxamento. A água pacífica acrescenta uma nova dimensão ao jardim, criando um efeito calmante e calmante. Uma piscina natural ficará deslumbrante ao longo do ano e também é uma maneira eficaz de melhorar a beleza do seu jardim no inverno.

O visual da piscina natural pode ser mais rústico, com pedras e areia, por exemplo, imitando um lago, ou então manter o aspecto da piscina tradicional, porém com uma área de plantas a mais. A tonalidade da água, de qualquer forma, tende a ficar esverdeada devido à presença dos organismos naturais.

A primeira preocupação que costuma vir à cabeça de qualquer um quando se fala de piscinas naturais é: “Mas fica limpa mesmo?”
Quanto a isso, existem algumas variáveis. A qualidade de execução da piscina, que deve ser feita por pessoal especializado, que sabe escolher as espécies de plantas e microrganismos adequados a cada situação e também construir a piscina da melhor forma. E também a presença ou não de animais na água como peixes ou patos. Se existirem esses animais, a água obviamente  fica com mais resíduos do que quando eles não estão lá. No entanto, podem ser utilizadas algas ou outros elementos para realizar a limpeza de maneira automática.

No final das contas, de maneira geral, as piscinas naturais tendem a ser uma opção melhor em termos de saúde, porque o impacto gerado por ela, mesmo se existir, é sempre menos agressivo do que o dos produtos utilizados na limpeza da piscina comum.

Confira algumas piscinas que seguem esse modelo natural pelo mundo:


AUSTRIA

Israel

Alemanha

Suiça

Alemanha

Confira mais fotos inspiradoras de piscinas naturais no link do projeto (aqui). Todas as imagens utilizadas no post tem seus direitos reservados ao projeto bio.top,

sexta-feira, 26 de maio de 2017

Pessoas acordam e criam suas máscaras.


Pessoas acordam e criam suas máscaras.
Não são elas artesãs que as criam para vender, nem tribais utilizando-as em rituais. Elas mascaram dores. A violência doméstica, talvez q perda de um ente querido, a homofobia, o preconceito racial..
Máscaras que não deveriam existir, se a paz e o amor reinasse no coração de todos os moradores da terra!
© gislei
Maira Gall