Fugindo da zona de conforto.

Escrito por: Gislei Wednesday, 15 October 2014
separtitlesepartitlesepartitlesepartitlesepartitlesepartitle

Muitas vezes podemos ficar insatisfeitos em determinadas áreas da nossa vida, como o emprego, a faculdade ou até mesmo o relacionamento com alguém. Podemos dizer que estamos na zona de conforto quando ela passa a ser ‘desconfortável’ e muitas vezes nem percebemos essa comodidade. Quando olhamos para dentro, percebemos nossos valores e nossas intenções. Nessa hora é que temos que arregaçar as mangas, buscar o melhor tanto para a vida pessoal, quanto para a profissional e ir atrás dos nossos sonhos, dentro daquilo que temos aptidão para fazer.

Se você fechar os olhos e pensar apenas em se manter (e não crescer), pode perder boas oportunidades de ir além. Por isso, abra a sua mente e busque novos horizontes para o seu dia a dia. Pode ser um curso, um novo emprego, mudar de casa ou até mesmo de cidade. O importante é você se encontrar, aprender e se aprimorar todo o tempo. Às vezes a mudança vem com um empurrão da família e até de amigos. O mais importante é acreditar que somos capazes de superar crises e seguir em frente confiante.

Nós não conseguimos chegar ao topo da noite para o dia, seja paciente. É preciso ter paciência e esperar o momento certo das coisas acontecerem. Nunca desista diante dos obstáculos e desafios. Eles existem para serem superados. Acredito que um dos pontos para o sucesso é a organização, portanto organize-se para dar o passo certeiro, se errar paciência e siga em frente. Não desista, pois temos que ter perseverança. Não perca a simplicidade. Use os seus conhecimentos a seu favor e em benefício dos que estão a sua volta.

Grandes aprendizados podem estar onde você menos imagina!

3 comments :

  1. Paciência e persistência são duas coisas indispensáveis na vida!!!
    http://www.gotinhasdeesperanca.com

    ReplyDelete
  2. Apenas li verdades,as vezes para conseguir voar temos que fugir da zona de conforto.
    http://nadadecontodefadas.blogspot.com.br/

    ReplyDelete