quarta-feira, 6 de agosto de 2014

Necessárias mudanças

Sim, eu mudei! Se para melhor, ainda não sei. Algumas pessoas estão a sentir isso e vão-se afastando. O que eu tenho a dizer sobre isso? Somente um "lamento muito". Tenho a minha vida; a minha história que sempre se modifica, renova-se; renasce, por que não? Apenas quero que as pessoas saibam que estou feliz assim. Finalmente, depois de longo tempo de sofrimento em vão, encontrei a razão para seguir adiante.

Encontrei alguém, esse alguém sou eu mesmo; que me faz mais forte a cada sorriso, a cada abraço - o mais aconchegante do mundo, diga-se de passagem. E não vou permitir que nada, nem ninguém, atrapalhe isso. Não vou retroceder como muitos desejam. Saudade, distância, momentos de tristeza fazem parte da vida; especialmente depois de uma mudança drástica. Mas enfim, eu conheci novos ares, sorrisos, lugares e momentos. Nenhum deles vai apagar os anteriores. Mas mesmo os anteriores não são insubstituíveis, assim como ninguém o é, nem eu mesmo sou ou serei. 

Portanto, quem é meu amigo, distante ou não, sabe o tamanho da sua importância na minha vida. Agora, quem se congratula com a minha infelicidade como uma espécie de "proveito próprio", eu sinto muito em dizer: não me fará nenhuma falta, porque acima de tudo, Eu sou quem sou e sou o que sou! Não gostam? Tenho pena…olhem para as vossas vidas e tal como eu, encontrem-se a vocês próprios e encontrem motivos sérios e honestos para viver a vossa vida e deixem as dos outros em paz! Nada muda, se eu não mudar!

Nenhum comentário

Postar um comentário

© gislei
Maira Gall