Energia acumulada

Escrito por: Gislei GISLEI BRASIL, GISLEI, Gislei, G I S L E I, g i s l e i, G i s l e i terça-feira, 29 de julho de 2014 , ,
separtitlesepartitlesepartitlesepartitlesepartitlesepartitle
Energia acumulada / O que é e como se livrar?

Ja teve um momento em que você ficou tanto tempo em casa que começou a sentir que estava louco, depressivo, irritado, com vontade de correr, gritar, chorar? E só de ir na padaria já deu uma melhorada?

Para explicar isso, é preciso explicar como as energias funcionam: Possuímos em torno de nós um campo magnético onde giram nossas energias. Como é um campo magnético, ele também possui energias do meio onde estamos e dos outros. Quando saímos de casa, andamos nas ruas, trocamos energias com os ambientes. Ou seja, doamos e recebemos coisas, isso faz com que renovemos esse campo magnético, sem deixar nada acumulado.

Imagine agora duas casas: Uma delas está toda fechada, nada acontece lá dentro, janelas e portas fechadas. Outra casa, mora uma familia, entra e sai gente o dia todo. O ar na primeira casa, será pesado, cheiro de mofo e muita poeira. O ar da casa de familia, será mais limpo, renovado, outros aromas... Na nossa energia é a mesma coisa, se a gente não sai, não troca energias com o meio externo, essas coisas se acumulam em nosso campo magnético, e isso começa a nos sujar com energias que não giram, ou seja, energias paradas. As energias paradas entram em ação mesmo quando você obedece uma rotina isolada. Exemplo: acordei, fui para o colégio, fui para minha sala, sai do colégio e fui pra casa. (pouco contato com coisas novas)

Para se limpar de energias acumuladas, uma saidinha de casa ajuda muito, ir dar um passeio na natureza, respirar outros ares, falar com desconhecidos, etc. Limpezas energéticas também podem ser feitas de 15 em 15 dias. Com sal grosso, ervas, cristais, etc.

O importante é sair da rotina, viver a vida, sair, conhecer... Não seja uma casa velha cheia de mofo. rs
Blessed Be Sweeties

9 comentários :

  1. Esse sentimento sempre aparecia quando ficava de férias e, por um motivo ou outro, não podia viajar e acabava confinada em casa. Me dava uma agústia e eu precisa sair, nem que fosse só pra levar meu cachorro pra passear. Acho isso, de energias, uma coisa muito interessante e curiosa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Algumas coisas são muito relativas mesmo, eu costumo sempre acreditar um pouco em tudo, há coisas que podem nos ajudar muito, de varias formas, basta olharmos de um ângulo diferente para tal. :)

      Excluir
  2. Digamos que eu seja incrivelmente dramática dentro de minha mente, fico pensando demais em tantas coisas, aí eu começo a pensar:"não, isso tem um erro, não dará certo...". E quando se trata de uma briga entre amigas eu ficou muito agoniada, eu penso ser o fim do mundo '-' porque eu odeio perder pessoas, ainda mais em mortes. Perdi dois queridos avôs :(
    As vezes eu acho engraçado quando sorvete ajuda a tirar essas "depressões" :v
    Esse negócio de trocar energias me fez lembrar da aula de física que tive hoje na escola, estávamos falando de termologia, achei bem legal :3
    Achei o seu post muito legal, Gis. Eu preciso seguir esse conselho de sair mais, não ser mais um pássaro engaiolado...

    Xoxo || Once Upon a Time

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hum, essa parte que você fala de "brigar com amigos", acho interessante que mais precisamente este ano as coisas tem sido um oponente as amizades, li vários artigos até em blogs também de pessoas falando que brigou com amigo/a e esta triste, eu dou um simples conselho para você, caso esse seja o seu caso, você mesmo "certa", poderia se aproximar da pessoa em questão e tentar conversar com a cara de pau mais lisa do mundo. Isso geralmente sempre funciona. >< xx

      Excluir
  3. Adorei seu texto, muito bom!

    ResponderExcluir
  4. eu tenho mais o inverso. Falta de energia é normal? Mas entendo bem o seu lado. às vezes - bem às vezes! -, fico assim. Querendo fazer algo da vida. Comolidar?

    abraço do lukas - presentedegrego.net

    ResponderExcluir
  5. Adorei o texto, sempre que estamos nos sentindo mal, resolvemos ficar em casa, e dia pós dia, somo engolidos por nossa tediosa rotina. "O importante é sair da rotina, viver a vida, sair, conhecer... Não seja uma casa velha cheia de mofo. rs", isso é literalmente a melhor saída.
    Dá uma passadinha no meu blog quando puder: http://sexofraldaserocknroll.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Concordo muito com isso. Ficar o tempo todo em casa deixa a energia péssima, eu mesma sinto muito isso quando fico mofando na frente do computador em finais de semana seguidos. Acho que faz a maior diferença conhecer pessoas novas, é uma das coisas que eu mais curto.

    ResponderExcluir